terça, 26 de fevereiro de 2019 - 15:24h
Amapá fomenta mais oito projetos de pesquisa na área da saúde
Financiamento é pelo PPSUS do Ministério da Saúde em parceria com o CNPq com contrapartida do Estado; no Amapá, Programa é coordenado pela Fapeap.
Por: Rafael Aleixo
Foto: Rafael Aleixo
Assinatura dos projetos aconteceu nesta terça-feira, 26, na Setec

Oito pesquisadores do Amapá assinaram nesta terça-feira, 26, os termos de compromisso do Programa de Pesquisa para o Sistema Único de Saúde (PPSUS). O processo de seleção dos projetos foi coordenado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Amapá (Fapeap), vinculada à Secretaria de Estado da Ciência e Tecnologia (Setec). O objetivo do programa é fortalecer as capacidades locais de pesquisa, com o investimento destinado à ciência, tecnologia e inovação na área da saúde, o que vem sendo incentivado pela Setec.

A 4.ª edição do PPSUS foi iniciada em 2015 e se encerraria neste ano, com um valor total de financiamento de mais de R$ 360 mil, contemplando 11 projetos. Após a execução desses projetos, o Ministério da Saúde autorizou uma nova edição complementar devido ao sucesso do programa no Amapá e, disponibilizou mais R$ 200 mil para a execução de mais 8 projetos. A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) disponibilizou mais R$ 100 mil de contrapartida.

De acordo com a diretora da Fapeap, Mary de Fátima Guedes, o edital foi pensado com base nas necessidades do Estado. “Após levantamentos de informações, estudos e análises definimos com o setor de saúde, que o edital seria trabalhado para alcançar cinco temas: Violência, Acidentes e Traumas; Doenças Crônicas Não-Transmissíveis; Saúde Materno-Infantil; Doenças Transmissíveis em Áreas Tropicais e Planejamento, Gestão e Políticas de Saúde”, informou a diretora.

Dos oito projetos aprovados, seis são de pesquisadores da Universidade Federal do Amapá (Unifap), um do Hospital de Clínicas Alberto Lima (Hcal) e um do Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Amapá (Iepa).

Um dos pesquisadores contemplados foi o professor da Unifap, José Carlos Tavares, que dará continuidade ao projeto voltado à elaboração de um medicamento para prevenção da arteriosclerose. “É um projeto que estamos trabalhando há alguns anos. Agora, estamos iniciando uma fase de ensaio clínico em Minas Gerais, mas precisamos fechar alguns estudos em nível não-clínico e, é justamente dentro do PPSUS que vamos esclarecer esses mecanismos de ação para futuramente contarmos com esse medicamento dentro do SUS”, destacou o pesquisador.

PPSUS

O PPSUS é um programa do Ministério da Saúde em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Ele é estabelecido através de um convênio entre a Fapeap e o CNPq e, envolve uma contrapartida financeira do Governo do Amapá, através da Secretaria de Estado da Saúde.

Segundo o secretário adjunto da Sesa, Paulo Távora, os incentivos às novas pesquisas são fundamentais para melhorar o sistema de saúde. “Queremos ter em nossa rede os resultados dos trabalhos de todos os pesquisadores e, com isso, melhorar a qualidade da nossa saúde”, reforçou o secretário adjunto.

O PPSUS existe desde 2004 no Amapá e já custeou 30 projetos no valor global de R$ 1 milhão durante este período. O seminário de apresentação dos resultados parciais está previsto para o mês de outubro deste ano.

SETEC - Secretaria de Estado da Ciência e Tecnologia
Rodovia Juscelino Kubitschek - Km 02, Ramal da UNIFAP S/N - (96) 3216-8600 - setec@ap.gov.br
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2017 - 2019 Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá